A tua voz na Primavera


Manto de seda azul, o céu reflete
Quanta alegria na minha alma vai!
Tenho os meus lábios úmidos: tomai
A flor e o mel que a vida nos promete!

Sinfonia de luz meu corpo não repete
O ritmo e a cor dum mesmo beijo… olhai!
Iguala o sol que sempre às ondas cai,
Sem que a visão dos poentes se complete!

Meus pequeninos seios cor-de-rosa,
Se os roça ou prende a tua mão nervosa,
Têm a firmeza elástica dos gamos…

Para os teus beijos, sensual, flori!
E amendoeira em flor, só ofereço os ramos,
Só me exalto e sou linda para ti!

Florbela Espanca

Anúncios

3 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Alberto
    nov 23, 2008 @ 22:09:29

    HAHAHaha, os agradecimentos foram os melhores!!!

    Genial, Giu!!!

    Beijos!!!

    Responder

  2. Alberto
    nov 23, 2008 @ 22:10:16

    Acho que postei no post errado haha, era pra ter sido no último! =p

    Responder

  3. Alberto
    nov 23, 2008 @ 22:13:03

    Mas, que poema lindo… Nunca tinha lido nada dessa bonita flor que espanca os outros!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: