Sweeney Todd, o barbeiro demoníaco da rua Fleet

A reencarnação de Edward Mãos de Tesoura, dessa vez malévolo e com navalhas.

É sério, até o quartinho é igual, olha só.

Uma cantoria sem fim. Não tenho paciência para musicais. Quando você pensa que acabou, o personagem começa a cantarolar. ô saco!

Uma estética sombriamente linda e cinzenta. Tim Burton, genial como sempre.

Um negócio genial que tinha tudo para dar certo. (Eu mato você cozinha e vende) 

Muito sangue e tortas.

Borat disfarçado.

Mas eu gostei.  Olhem o trailer

Anúncios

https://badmoviescene.wordpress.com

Demorou…

Demorou para chegar sexta-feira!

Final da primeira semana de jornada dupla do ano. Eu me sinto até meio doente, hahaha.

Mas sabe, no final da tarde das sextas-feiras o brasileiro é tomado por um espírito peculiar. Um sentimento de escapismo lhe invade a alma e o escritório parece mais claustrofóbico do que nunca. Tudo o que está para ser terminado, certamente pode ser terminado segunda-feira, sem dúvida. O relógio ganha uma lentidão absurda. Você olha, são 16:25. Depois de passear o prédio inteiro, arrumar bobagens na sua sala, tomar cafézinhos, enrolar, enrolar, enrolar… Você olha de novo… e ainda são 16:48. E apesar de tudo, todos estão com um semblante ótimo, até o chefe fica gente boa. É o famoso clima de sexta-feira. Por mais que esteja frio e chovendo em pleno verão, você esteja sem dinheiro e sem companhia do sexo oposto, tudo fica lindo, porque afinal, é sexta-feira. Mesmo que você esteja cansado, com gases, dores nas costas, nas pernas, de cabeça, de dente, o diabo a quatro, sempre sobra um restinho de forças para se deslocar até o bar mais próximo e tomar aquela zeladzinha eixxperrrta. É gente, hoje é sexta-feira. Com licença, vou passar um rímel, colocar um vestidinho preto e colocar dez pilas na bolsa. Porque é sexta!!

np: The Smiths – The Queen is dead

Golden age…

Querido blog.

Hoje meu dia foi soco na mente. Conheci uma galerinha descolada, muito aventureira e louca para aprontar confusões do barulho. Me diverti horrores e dei muita risada com gente querida. Tive mais uma idéia para o projeto (melhor que a anterior, achei). Pensei em escrever uma crônica, mas descobri que não sei escrever crônica. Tomei um picolé no posto. Escutei duas coisas que me surpreenderam muito, uma boa e uma ruim. Uma me fará cortar relações, outra atar, não necessariamente nessa ordem respectivamente. Ontem assisti Sweeney Todd, amanhã escrevo meu parecer a respeito.

Por enquanto é só. Fim.

np: KT Tunstall – Boo Hoo

Alteraçãozinha necessária

Sorte de hoje: Você passará em uma prova de fogo que o tornará mais feliz.

Orkut sabe das coisas. 😉

O albatroz

L’ALBATROS

Souvent, pour s’amuser, les hommes d’équipage
Prennent des albatros, vastes oiseaux des mers,
Qui suivent, indolents compagnons de voyage,
Le navire glissant sur les gouffres amers.

A peine les ont-ils déposés sur les planches,
Que ces rois de l’azur, maladroits et honteux,
Laissent piteusement leurs grandes ailes blanches
Comme des avirons traîner à côté d’eux.

Ce voyageur ailé, comme il est gauche et veule!
Lui, naguère si beau, qu’il est comique et laid!
L’un agace son bec avec un brûle-gueule,
L’autre mime, en boitant, l’infirme qui volait!

Le Poète est semblable au prince des nuées
Qui hante la tempête et se rit de l’archer;
Exilé sur le sol au milieu des huées,
Ses ailes de géant l’empêchent de marcher.

O ALBATROZ

Por mera brincadeira, os homens de equipagem
Caçam enormes aves do mar, albatrozes
Que, indolentes, costumam seguir a viagem
Do navio percorrendo abismos tenebrosos.

Assim que sobre aquelas tábuas são largados
Os reis do céu azul, envergonhados, trôpegos,
Deixam cair, humildes, as imensas asas,
Que arrastam pelo chão, como remos já soltos.

Como está mole e frouxo o alado peregrino!
Ele, que tão belo foi, ei-lo cômico e feio!
Um espicaça-lhe o bico, usando seu cachimbo,
E outro, coxeando, imita o pobre enfermo!

O poeta é igual ao príncipe das nuvens
Que se ri do arqueiro e afronta a tempestade;
Exilado na terra e no meio dos apupos,
As asas de gigante impedem-no de andar.
              (tradução de Fernando Pinto do Amaral)

Baudelaire é sempre bom.

Abraçar tudo?

Você vai ter fôlego para tudo isso?

Foi a pergunta que Maria Teresa me fez hoje após escutar a minha proposta de projeto experimental individual.

É a pergunta que tenho me feito todas as noites, desde que decidi cursar duas faculdades e abraçar o projeto sozinha. Esta não foi uma decisão tomada recentemente, nem deliberadamente, nem sem aporrinhar todas as pessoas que convivem comigo com perguntas bobocas do tipo “será que eu vou me ferrar muito?” (é óbvio que sim! hahahaha).

Que chata, eu só sei falar disso! hahaha

Mudando de assunto

O final das férias me deixou extremamente carente. Quero um abraço. *.*

Fim!

np: Anathema – Anyone, Anywhere

Acordando ou dormindo?

18 de fevereiro de 2008.

Será acordar do sonho ou entrar num pesadelo?

Não quero nem começar a pensar, mas já comecei, na verdade nunca parei. Tanta gente diz que morre de saudade dos tempos de faculdade. Será que sentirei saudade? Sinto dos tempos de ensino médio, mas duvido sentir da faculdade em si. Talvez eu sinta da UFPR… hehehe.

Poxa, essas foram as melhores férias dos últimos anos. Férias de adulto eu diria! hahahaha Trabalhando, só uma semana de folga no Natal e os diazinhos do Carnaval. Mas aproveitei de verdade. Conheci gente pra caramba, consolidei amizades e criei confiança valiosa em algumas pessoas. Fora as centenas de histórias pra contar e dar risada depois, gente, quanta coisa.

Como diria a minha amissíssima Regina Duarte, que coisa são as férias entre amigos não é minha gente? hahahaha Já morro de saudades de tudo!

Expectativas

Analisando o horário da PUC no Iger, percebi que temos na maioria professores ótimos esse semestre. Fiquei feliz com isso, um semestre raro! Idéias de monografia e meu TCC borbulham na minha cabeça!

AAahhh!! E a UFPR!! Decidi que vou optar pela licenciatura mesmo. Primeiro semestre uma cassetada de Francês básico, Literatura, Linguística e Estudos Clássicos…!! nhaaa *.*

Quem acha que eu não consigo fazer tudo põe o dedo aqui! hahahaha

Fuck off, estou bem empolgada com tudo. Que seja dada a largada!

np: The Gathering – If_then_else